Com o Badoo, Tinder, Hinge e vários outros aplicativos de namoro na ponta dos dedos, o número de parceiros românticos elegíveis tornou-se quase alto demais para contar.

Porém, de acordo com uma pesquisadora, opções infinitas não são necessariamente uma coisa boa quando se trata de namoro – já que nossos cérebros só podem lidar com um certo número de parceiros/as.

A pesquisador sexu@l e conselheira científica chefe do Match.com – Helen Fisher, PhD – disse:

“O problema é que o cérebro humano não é construído para lidar com tantas opções.”

“O cérebro tem um ponto ideal, aparentemente entre cinco e nove alternativas, e depois disso, você não escolhe nenhum.”

De acordo com Helen Fisher, para ter sucesso com aplicativos de namoro, ela recomenda que você pare depois de conhecer nove pessoas.

“Tente conhecer melhor pelo menos uma dessas pessoas. Quanto mais você conhece alguém, mais gosta dessa pessoa e mais pensa que essa pessoa gosta de você ”, disse ela, acrescentando que a regra se aplica tanto aos homens quanto às mulheres.

A pesquisadora também incentiva a manter a mente aberta e dizer “sim” em vez de “não” quando se trata de certos problemas menores, como sapatos incompatíveis ou se ele está “vestindo uma camiseta em vez de uma gravata”.

“Pense nos motivos para dizer ‘sim'”, disse ela, explicando que o cérebro é construído para dizer não e ser negativo como um traço evolutivo, mas que os que estão nos primeiros encontros devem ter a mente aberta.

Reconhecendo que há algumas “bandeiras vermelhas” que você não deve ignorar, Fisher disse: “Se for um talvez, saia de novo.”

O conceito de “overdating” (“ter muitos encontros”) que atrapalha as chances de alguém encontrar o amor, já havia sido analisado em relação a aplicativos de namoro.

Resultado de imagem para dating

“O guru do namoro” James Preece disse que conhecer muitas pessoas e ter muitos primeiros encontros é contraproducente porque “ao invés de se concentrar em alguém que pode ser a sua alma gemea, você estará pensando nos próximos “candidatos/as”.

“A grama pode parecer mais verde, mas, em última análise, significa encontros malsucedidos. Se você não se der ao trabalho de conhecer as pessoas mais a fundo, nunca saberá se irá funcionar ou não.”